18 maio, 2011

Uma vida é só uma vida...

Sou fraco, sou humano.
Sou triste, sou insano.
Sou viril, sou devoção.
Sou plagio, sou coração.

Sou gentil em minhas preces,
Sou surdo em minhas noites,
Um romântico inveterado,
Um sujo envergonhado.

Uma alma sem pudores,
Um ser humano sem vergonha,
Um ridículo saudosista,
Um louco visionário.

É quando me faltam às palavras que elas fazem mais sentido...

Sem querer porra nenhuma da vida,
Sem lembrar os nomes das putas de outrora,
Sem pedir nada a santos ou demônios.
Talvez por isso, não me falte bebidas e nem cigarros!

Por: Eduardo H. Martins
Em: 16/05/2011

2 comentários:

luiz carlos disse...

solenemente bravo!
há estes versos de profundo
vigor.

luiz carlos disse...

solenemente bravo!
há estes versos de profundo
vigor.