02 abril, 2011


Memória de minhas horas Putas e tristes


Quarto por quatro, pra um da madrugada.

Ancas fortes suspensas por joelhos cravados no carpete


Ogivas ouriçadas empinam pipas

Rabéola rebola sobre meu celeste campo de visão

Tora ou cruza na esquina,... Voou,...!... Corre,...!...Quem pegar Poe outra seu pato, essa já deu!


Tatuagem escore pela pele, com o balanço dos seios e cochas gastos.

Iluste-ação de Marqueting empresarial fest-food


O bronzeado misturado com néon na pele, é interrompido pelo branco de sinalização criteriosa.


Sexo ofertado a varejo! , grita o flay.

Micro negócio, gera, macro lucro.

Na mais valia do desejo não se sente o gosto de beijos

Só no farejo mais não vejo, o saldo estimula, o espeto, o esperto e o leigo.


O sal-dado do trafego constante, baculeja o triangulo, apalpando os instantes íntimos e populares, salgando-os.


Raros ou comuns, o ápice aproxima os graus de atmosferas mais rarefeitas.


Bonitas ou feias.

Não importa!

Não importa se mal vestidas para um galinhar vertical, ou em trajes de gala para bacanais horizontais.

Nem importa ou exposta, abro todas, como gatuno chaveiro ou respeitável cavalheiro, a cortar fitas de inauguração com tesoura de ouro,

Com estandartes, galhardetes e lanças em riste atiro flâmulas de confete branco zinco sobre bocas e seios, e minto no coito verdades amoladas.


Cadê o troco?

Empresta-me trinta minutos que lhe devolvo cinco minutos para o cigarro de despedida

Vinte e cinco minutos à cinqüenta, nem inventa!

Um varejo atacado por todos os lados, deveria ser pago com o dobro ao quadrado.


Tempo é dinheiro

Dinheiro é sexo

Sexo é produto

Produto é mercado

Mercado é consumo

Consumo é lucro

Com-sumo e logo existo

Existo e logo me percebo dentro e fora do sistema, com ou sem texto.


Texto ou textura?

Introdução ou finalização?

Metade ou completo?

Vamos logo ao reto que é a menor distancia entre meu ponto de vista e seu olho avistado

Centro sempre refém-rente ou afrouxado

De lado, de frente, de costa ou ao acaso.


No primeiro contato declarei intenção ao circular o anuncio na oferta classi-fincado


COMPRO-VENDO-ALUGO-EMPRESTO


EMPRESTO? Sim., aqui se empresta por metro, king side ou de solteiro,

A medida choraminga e se consola com chupetinha

Quem não chora não é mamado é o dito mais visitado


Hoje o túnel da avenida dos prazeres esta fechado, vamos subir as curvas da serra pelada, para atingir outro ponto topográfico de tristeza vadia, e das putas gentil de minhas horas tardias.




Roberto monteiro

Um comentário:

Henrique disse...

Vou declamar essa poesia de novo!